O diálogo na Relação

11 Set

Confira as dicas para você discutir a relação sem criar brigas e de quebra ainda melhorar o seu relacionamento 

1. Como começar uma DR
Evite o clássico ”precisamos conversar”. Só de ouvi-lo os homens já se preparam para o pior e ficam na defensiva. O melhor é que a conversa role num momento de descontração e que a introdução seja suave. Se possível, bem-humorada.
2. Aceite as diferenças entre homens e mulheres
A estratégia para resolver o impasse pode estar exatamente aí: na hora da DR, ter em mente que o sexo masculino pensa e age de forma diferente do feminino. Aceitar que as diferenças são apenas diferenças – sem cair na tentação de defender que o jeito feminino é melhor do que o masculino – já é um primeiro passo para aprimorar a comunicação. 
3. Vá direto ao ponto
Que tal, por exemplo, ser objetiva ao descrever o problema que lhe tira o sono em vez de contar uma história sem fim? Essa e outras táticas podem até fazer com que o sujeito fique viciado numa discussãozinha. Vai saber…
4. Aponte o dedo para você e não para ele
Fale sempre sobre o que você está sentindo em vez de culpá-lo pelo seu incômodo. Prefira a frase ”fiquei triste com isso” do que ”você me deixou chateada”. O sentido das duas é o mesmo, mas a escolha do sujeito do texto muda tudo. E evite outras falas que possam soar como acusação, como ”você é assim” ou ”você sempre faz isso”.
5. A hora errada
Há quem ache que ligar enlouquecida para o namorado porque ele não compareceu a um encontro é discutir a relação. Isso tem outro nome: chamar para a briga. Conversar não é só falar, mas ouvir. Parece óbvio agora, mas na hora da raiva não é. Evite competir para ver quem tem razão. Para isso, não debata um problema enquanto um dos dois estiver de cabeça quente.
6. Plateia, não!
Nunca comece uma DR na frente de amigos ou da família! A atriz Júlia Marquez, 22 anos, tem um código com o namorado para evitar explosões públicas. Sempre que estão num ambiente social e um dos dois fala ou faz alguma coisa que desagrada, o chateado dá uma mordidinha discreta na orelha do outro. Esse é o sinal de que logo mais, com tranquilidade, algo sobre o relacionamento precisará ser debatido. ”Parece bobo, mas funciona. Quando ficamos sozinhos, um já está preparado para ouvir o que o outro tem a dizer”, conta ela.
7. Não bata sempre na mesma tecla
Muitas DRs ganham vários capítulos porque um dos lados insiste sempre no mesmo ponto. Geralmente, a mulher. A design gráfica Sandra Vescovi, 21, vivia discutindo com o namorado simplesmente porque os dois têm gostos musicais distintos. Ele adora rock e ela gosta de Britney Spears e techno. Na prática, isso dificultava a escolha dos programas de fim de semana. Depois de muitas brigas, Sandra conseguiu começar a arrastar o parceiro para as boates que frequenta convidando os amigos dele para ir junto. ”Assim ele não curte a música, mas se diverte com a galera.” Ponto para ela, que, em vez de tentar convertê-lo, achou um jeito de adaptar-se à diferença!


8. Evite muitos desabafos
Provavelmente você já viu esta cena ou já se flagrou nela: uma mulher falando sem parar e o namorado ao lado, atônito, sem abrir a boca. Ou tentando abrir a boca em meio a uma enxurrada de palavras. Homens têm dificuldade para entender que, às vezes, mulheres só precisam desabafar. Que estão chateadas com alguma coisa, mas que isso não tem nada a ver com eles. Os caras ficam angustiados achando que precisam ajudar e , pior, não têm o que dizer. Para excesso de desabafos, procure amigos, a mãe, a irmã, o psicanalista… Ou deixe claro que você só precisa mesmo falar.
9. Mantenha o foco
Uma reunião de trabalho sempre tem um foco, ok? Pois uma DR também deve ter. Não faça dela uma guerra deflagrando todas as batalhas de uma vez só. Evite mencionar erros do passado. Perdoar de verdade é passar por cima do que rolou. É comum falar que desculpou e apenas varrer a situação para baixo do tapete para tirá-la de lá sempre que surge uma oportunidade… Os não perdões acumulados são os responsáveis por aquelas situações em que o casal começa uma discussão e se perde nela – e de repente nem sabe mais como a coisa toda começou.
10. Discutir a relação de quanto em quanto tempo?
Tudo o que gera desconforto deve ser debatido, mas na medida do bom senso. Fazer da DR um esporte só vai transformar você em uma chata. Engolir sapo não é bom, mas discutir sempre significa transformar a vida num inferno. Tem de sobrar tempo para namorar! Por outro lado, há quem evite abordar os problemas por medo de explicitar que existe um conflito. Conflitos fazem parte e evitá-los não adianta: uma hora eles explodem e, se acumulados, será pior.

Fonte: M de Mulher

Eita horinha complicada essa não? Tem que ter muito jeitinho, jogo de cintura… É necessário isso em todos os relacionamentos, então é sempre bom a gente ter algumas dicas né? Rs

Beijos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: